25 de October de 2018 plenocao

O que você precisa saber antes de adquirir um cão

A decisão de ter um cão implica em várias questões e, principalmente na sua rotina e de todos os que moram na casa.

Ao comprar ou adotar um cachorro é necessário conversar com as pessoas que vivem com você para que seja uma decisão consciente, tomada por todos. Algumas pessoas são alérgicas, têm medo ou simplesmente não gostam de cachorros. Sendo assim, levar um cão para casa é uma decisão muito séria e, se arrepender depois, devolver ou abandonar o cão, não é uma atitude justa. É comprovado cientificamente que os cães são sencientes, ou seja, tem a capacidade de sentir dor, tristeza, alegria, medo.

Não haja por impulso!

O desejo de ter um cão não pode ser baseado na empolgação, solidão ou porque o filhote é fofinho. Nesses casos, muitas vezes, acabamos por transferir para o cão as nossas frustrações e, no futuro, essas questões podem gerar problemas tanto para ele quanto para nós. É importante se planejar, pois o filhote cresce e irá te acompanhar por 15 anos, aproximadamente. Você está preparado para prover tudo o que um cão precisa (atividade física, adestramento, passeios, alimentação de boa qualidade, entre outros) durante todo esse tempo?

Mamãe, mamãe, eu quero um cachorrinho! EU QUERO, EU QUERO, EU QUERO!  

Se você tem filhos, já deve ter sentido na pele o quanto é difícil dizer “não” a uma criança! Mas, mesmo que a criança queira muito um cão, é preciso pensar em todas as questões que falamos acima. É importante ensinar a criança desde cedo que animais não são brinquedo. Portanto, antes de pensar em atender ao desejo da criança, leve em conta que muito provavelmente ela enjoará do cachorrinho antes que se complete a primeira semana. Portanto, dizer um “não” e explicar o motivo, será MUITO menos doloroso do que devolver o cão. Além disso, a criança aprenderá os limites desde cedo.

Gastos, gastos e mais gastos!  

Além dos gastos iniciais com a vacinação, vermifugação, anti-pulgas, castração, entre outros, ainda tem custos mensais ou até semanais. Uma ração de boa qualidade ou mesmo alimentação natural não são baratas. Cuidados com veterinário, banho e tosa, medicamentos, brinquedos, coleiras etc. Lembre-se também que viagens podem pesar no bolso, tanto ao levar o cão com você, quanto deixando-o em um hotel para cães.

Posso ter um cão em uma casa pequena?  

A resposta é: depende!

Mais importante do que o tamanho do espaço é a qualidade do espaço. Tem muitos cães que moram em uma casa enorme, mas falta estimulação. Se você tem uma casa pequena, mas torna o ambiente rico para o cão expressar comportamentos naturais, a resposta é “SIM”. Você pode ter um cão em uma casa pequena. Porém, isso exige dedicação. É fundamental que os momentos de interação com o cão sejam produtivos, por isso é necessário que você exercite seu cão diariamente com caminhadas externas (a intensidade da atividade varia de acordo com o nível de energia do cão, clique aqui para ler o post sobre esse assunto). Além disso, brincadeiras de buscar, perseguir e procurar objetos são bem interessantes e estimulam o cão física e mentalmente. Abuse do enriquecimento ambiental para o estímulo físico e cognitivo de seu cão, incentivando a caça.

Mas eu passo muito tempo fora.

Se você não tem tempo de passar pelo menos algumas horas com o cão, talvez não seja o melhor momento para adquirir um. Os cães são animais sociais, isso significa que não gostam de ficar sozinhos, sentem solidão. É preciso um período de adaptação para que o cão aprenda a ficar sozinho, já que não é um comportamento natural da espécie. Pense que a separação da mãe e dos irmãos já é uma situação desagradável para ele, por isso a adaptação à nova rotina deve ser gradativa. Para que se acostume a ficar só, o cão precisa passar alguns períodos curtos sozinho e o tempo deve ir aumentando gradativamente, caso contrário o cão pode aprender comportamentos indesejados, além de se tornar ansioso. Uma alternativa é pegar o cão nas suas férias, assim você terá tempo para se dedicar a essa fase inicial que é tão importante.

Bom, depois de refletir sobre todas essas questões, se você se sente preparado para adquirir um cão, a parte boa é que terá um amigo para todas as horas e amor incondicional 🙂

Cintia Magrini
Graduanda em Psicologia, comportamentalista e educadora de cães.

Este conteúdo possui direito autoral.
Caso queira utilizá-lo, não esqueça de descrever a fonte e o link da íntegra:

Posts parecidos com esse

Continue lendo.
Você também poderá gostar desses conteúdos.

FALE COM A GENTE

Sinta-se a vontade para entrar em contato com a gente
para informações, dúvidas e sugestões sobre qualquer assunto.