25 de October de 2018 plenocao

Saiba como a massagem pode deixar seu cão mais tranquilo

Receber massagem é uma experiência relaxante e prazerosa, que nos deixa menos tensos e mais alegres, não é mesmo? Para os cães não é diferente.

– Reduz o estresse, diminui a ansiedade e acalma;

– Favorece a circulação sanguínea potencializando os nutrientes;

– Reduz e previne lesões corporais;

– Melhora o vínculo entre cão e humano, tornando o cão mais receptivo ao toque;

– É um analgésico que auxilia em dores e inflamações;

– É bom para observar se há pulgas, tumores entre outras questões físicas;

– Estimula o equilíbrio físico, psicológico e o bem-estar geral.

Um ponto muito importante é que nem todo cão gosta de ser tocado, principalmente se for um cão com histórico de maus tratos. Nesse caso, é necessário iniciar um treinamento para dessensibilização utilizando o Reforço positivo, falaremos mais sobre isso em outro post.

Agora se seu cão curte um carinho, a massagem vai ser muito prazerosa para ele. Mas, é necessário preparar o cão para recebê-la, se estiver agitado pode não aceitá-la. Caso o cão tenha acabado de se alimentar, é recomendado esperar por volta de 20 a 30 minutos para iniciar a massagem. Você pode colocar uma música de relaxamento para tranquilizá-lo – existem várias no Youtube. Incentive o cão a deitar, de preferência em uma superfície firme para começar a massageá-lo (pode ser no chão com um tapete ou tatame ou mesmo em uma mesa).

A massagem deve manter o ritmo e começar com pouca pressão. Comece pela cabeça, entre os olhos, bochechas e orelha; na sequência, pescoço, costas e bumbum; depois, vá para o peitoral e barriga (não use muita força na barriga). Por fim, vá para as pernas e patas e finalize no rabo.

Massageá-lo por 15 a 20 minutos vai deixá-lo muito feliz e relaxado. Evite a massagem quando o cão estiver doente, com feridas expostas, lesão grave, febre entre outros.

No mais, aproveite para criar um momento prazeroso para vocês dois 🙂

Cintia Magrini
Graduanda em Psicologia, comportamentalista e educadora de cães.

Este conteúdo possui direito autoral.
Caso queira utilizá-lo, não esqueça de descrever a fonte e o link da íntegra:

Posts parecidos com esse

Continue lendo.
Você também poderá gostar desses conteúdos.

FALE COM A GENTE

Sinta-se a vontade para entrar em contato com a gente
para informações, dúvidas e sugestões sobre qualquer assunto.